iPhone 5s: lançamento confirmado para a próxima terça-feira

apple-evento

A Apple finalmente acabou com o mistério sobre a apresentação do iPhone 5s. Apesar de não citar o produto nos convites enviados à imprensa nesta terça-feira, fica claro que a companhia vai fazer a sua demonstração no próximo dia 10 de setembro. O evento vai acontecer às 14 horas (horário de Brasília), e deve contar com a presença de executivos/celebridades como o CEO Tim Cook e Eddy Cue, o vice-presidente de internet e serviços da Apple. No ano passado, durante a apresentação do iPhone 5, os convidados tiveram a oportunidade de escutar, ao vivo, um show da banda Foo Fighters – algo que nunca acontece quando sou convidado para esses eventos.

Mas a grande novidade do evento pode ficar por conta de outro smartphone, o iPhone 5C, que seria a tentativa da empresa de lançar um dispositivo mais barato no mercado. Diversas fotos do aparelho já apareceram na internet, apontando uma um fundo de plástico colorido e a falta de botões laterais (volume e trava de volume/rotação). Para analistas de mercado, a versão desbloqueada do produto deve chegar ao mercado por cerca de 400 dólares, substituindo de vez os iPhones 4 e 4s. Claro, se ele existir.

Em relação ao iPhone 5s, não há muita novidade. Como é de praxe, a Apple deve lançar uma atualização do produto atual, o iPhone 5. Isso significa um processador mais rápido com algumas alterações de hardware para acompanhar a evolução. Esse upgrade pode incluir um leitor biométrico, capaz de analisar e identificar as impressões digitais dos usuários. Embora esse seja um recurso louvável, eu diria que o NFC seria uma adição mais interessante ao produto. A outra possível novidade é a adição da cor dourada, ou champanhe, às linhas de produção. A cor remete a um estilo de vida repleto de sucesso e dinheiro, algo que ataca o psicológico das pessoas.

Falando em design, outro item a ser lançado no dia 10 é o sistema operacional iOS 7, que traz, pela primeira vez, um redesenho completo da plataforma móvel da Apple. Cheguei a instalá-lo no iPhone 4 da minha esposa. Foi um desastre. A ideia é boa, mas não ele foi feito para rodar em um aparelho mais antigo. Além disso, a versão de testes não traz o gravador de som, algo essencial para Carol, que grava todas as entrevistas no aparelho. Acho que vocês podem imaginar a quantidade de broncas que levei… Por fim, acabei revertendo o processo.

Devido à capacidade de processamento do iPhone 4, não foi possível testar os efeitos gráficos, mas o multitasking e a página de configurações básicas se mostraram bem úteis. O único problema real é o design do sistema, com seus ícones achatados, com desenhos infantis, e tons pastéis. O jeito é esperar para ver como ficou a versão final na próxima terça-feira.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *