Google e Motorola: a brincadeira começou

Na última segunda-feira, o Google decidiu detonar uma pequena bomba ao informar o mundo sobre sua intenção de adquirir a Motorola Mobility – a divisão responsável por tablets e smartphones da Motorola. A compra, que deve movimentar 12,5 bilhões de dólares, tem como principal objetivo proteger a empresa de processos legais envolvendo patentes, como é o caso da batalha judicial com a Oracle por causa do uso de Java no sistema operacional móvel Android. Com as mais de 15.000 patentes adquiridas na transação, o Google terá munição para revidar e até mesmo anular essa contenda, que que chega a ser corriqueira na área de tecnologia – vide o caso da Samsung e da Apple, por exemplo, que disputam patentes na área de design de produtos.

É importante não esquecer que a Motorola Mobility é composta por laboratórios e fábricas, que futuramente vão permitir que o Google se concentre em sua própria linha de produção de aparelhos. Se a companhia tomar esse caminho, seus atuais parceiros e aliados, como HTC e Samsung, podem passar a considerar um novo sistema operacional para boa parte de seus aparelhos – como o Windows Phone, que só aguarda o momento certo para subir ao palco.

Sobre o assunto, publicamos algumas matérias no site de Veja que mostram as opções do Google, além de informações sobre a transação que só deve ser aprovada pelos órgãos reguladores norte-americanos no começo do ano que vem:

-Google compra a Motorola Mobility por US$ 12,5 bilhões

-Usuário sai ganhando da compra da Motorola pelo Google
-A encruzilhada do Google após a compra da Motorola

Até o momento, todas os parceiros falaram bem da aquisição, afirmando que o Google vai proteger o sistema operacional Android e o ecosistema criado ao seu redor.

E o que vocês acham dessa história?

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *