Google começa, aos poucos, sua briga contra a pirataria

O gigante das buscas deu um pequeno passo em direção à promessa que fez às gravadoras e estúdios. Em dezembro de 2010, o Google afirmou que iria começar a limitar as pesquisas com termos referentes à pirataria na internet. Foi mais ou menos o que ele fez. A companhia retirou de seu sistema de sugestões os termos “torrent”, “BitTorrent”, “Rapidshare” e” Megaupload”, de acordo com o site Torrent Freak. Agora eles não aparecem mais no recurso autocompletar do site.

A decisão não deve afetar os usuários menos preguiçosos, capazes de digitar as palavras completas no campo de busca e pressionar a tecla “Enter”. Os resultados continuarão aparecendo normalmente. Parece que o Google quer mostrar o seu comprometimento com as companhias de mídia, mas não quer se queimar com os usuários. Uma posição bem delicada.

O Google já tem um histórico de problemas em relação ao conteúdo protegido por direitos autorais. O YouTube e a sua biblioteca virtual já foram alvos de diversas ações.

Qual será a próxima medida a ser adotada pela empresa? Censura completa aos termos?

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *